O PAPEL DA TESTOTERONA NA DISFUNÇÃO ERÉTIL.

Blog de hipogonadismo :Encarando a Andropausa.(DEAM), O PAPEL DA TESTOTERONA NA DISFUNÇÃO ERÉTIL.

Boa noite a você que se interessa pelo conteúdo de  meu blog. 

A saúde e a vitalidade sexual após os 35 anos de idade  é um assunto que está longe de ser monótono , pois sempre tem novidades . Informação é muito importante.

O texto abaixo é uma cópia fiel de um felheto distribuido pelo fabricante do Nebido a médicos e pacientes.Foi esta a minha primeira fonte de informações sobre o assunto quando inniciei meu processo de reposição hormonal precisamente a 1 ano atráz . Hoje já estou na quarta doze do Nebido com DHEA . Todos os exames laboratorias estão em perfeito estado . Aos 43 anos de vida percebo-me muito mais saldável e disposto que a anos atráz, mais tranquilo , com melhor qualidade de sono e ereções bem mais firmes e adequadas, estou "todo duro", ou seja , com mais massa muscular .

Hoje estou atento a fatores que contribuem para melhorar a resposta do organismo ao tratamento do hipogonadismo. A minha fase de puro terror e inferno , creio, é coisa do passado. Só me resta viver e aproveitar a vida !

Recomendo que leiam este texto e o recomendem a todos os chamados quarentões que se encontarm com perda de memória, massa muscular ,vitalidade , interesse sexual e disposição em geral.

Muito obrigado !! 

O que é disfunção erétil ?

 

A disfunção erétil , tambem chamada em ocasiões de "impotência", é a incapacidade de alcançar ou manter a ereção suficientemente estável para ter relações sexuais . Em geral , após dois meses sem poder manter ereções, considera-se que o paciente sofre de disfunção erétil.

A palavra impotência também, pode ser usada para descrever outros  problemas quem interferemn com o ato sexual e e reprodução, tais como falta de esejo sexual,problemas vinculados com a exaculação e orgasmos.

É importante associar a deficiência de testosterona com a disfunção erétil e não com a impotência , já que esta última pode estar realcionada com outras causas.

A incidência da disfunção erétil aumenta com a idade; cerca de 5% dos homens de 40 anos e entre 15% e 25% dos homens com mais de 65 anos

sofrem de disfunção erétil . Nos homens mais velhos, a disfunção erétil em geral tem sua origem em doenças comcomitantes, acidentes ou efeitos secundários de algum medicamento.Qualquer desordem que cause uma lesão nos nervos ou impede a passagem de sangue ao pênis tem o potencial de causar disfunção erétil.

 

Quais são as causas da disfunção erétil ?

 

Com a ereção requer uma sequência precisa de eventos, a disfunção erétil pode ocorrer quando qualquer destes eventos é perturbado. A sequência inclui impulsos nervosos do cérebro, coluna vertebrale área ao redor do pênis, e resposta dos músculos, tecidos fibrosos, veias e artérias proximas ao corpo cavernoso . As causas mais comuns são os danos aos nervos, artérias,músculos e tecidos fibrosos.

Doenças como diabetes, doernças renais, alcoolismo crônico, escrerose múltipla, arteriosclerose, doenças cardiovasculares e doenças neurológicas representam 70% das causas de disfunção erétil.

Adicionalmente, acirurgia (principalmente as cirurgias radicais de prostata e bexiga para o câncer) pode causar lesões nos nervos e artérias , provocando a disfunção erétil.Também as lesões do pênis , coluna vertebral , prostata , bexiga e pelve podem danificar os nervos , musculos , artérias ou tecidos fibrosos do corpo carvernoso . Sabe-se também que muitos medicamentos,como os anti - hipertensivos , anti- histamínicos, antidepressivos,tranquilizantes,supressores do apetite e a cimetidina ( medicamento pára a úlcera grástrica ) podem causar disfunção erétil como efeito secundário.

Os especialista acham que outros fatores psicológicos,como estresse,ansiedeade,sentimentode culpa,depressão,baixa auto-estimae e medo do fracasso sexual são a causa entre 10 e 20% dos casos de disfunção erétil.

Outros fatores, como o tabagismo,que afeta o fluxo sanguineo nas veias e artérias, e as anormalidades hormonais, como a defiociência de testosterona, estão associados à disfunção erétil.

Como a testosterona intervém na disfunção erétil ? 

Existem diferentes fatores que intervên na disfunção erétil. entre os comummente mencionados, encontram-se os motivos vasculares, como a hipertensão, doenças cardiovasculares, arterisclerose,hipercolesterolemia,dabetes, entre outros;e os componetes neurológicos da pessoa, além das doenças e lesões do pênis.

No entanto, o ambiente emocional do indivíduo é de primordial importância como causa de disfunção erétil, já que são vários horMõnios que atauam nos orgãos sexuais no homem. A complexidade da disfunção erétil , é focalizada na conexão entre os componentes estruturais dos órgãos sexuais e os componentes neurológicos que regulam a atividade vascular.

è por isto que a perda de andrógenos,concretamente de testosterona, ou qualquer alteração nestes sistemas podem causar disfunção erétil.

A complexa atividade fisiológica ao redor da disfunção erétil requer que todosd os sistemas que exercem um papel estejam coordenados,e são precisamente os andógênios os responsáveis de mantê-la.

O tratamento hormonal pode ajudar a melhorar a disfunção erétil?

A terapia com testosterona pode melhroara a energia,o estado de ãnimo,a densidade dos ossos,aumentar a massa muscular e intensificar o interesse sexual nos homens de idade avançada que têm níveis deficiêntes de testosterona.

É muito importante esclarecer que,do total de homens que sofrem de disfunção erétil, somente 10% sofrem de hipogonadismo, ou seja, uma produção deficiente de testosterona .Nos hoemns com mais de 50 anos,a prevalência é de aproximadamente 20%.

Estudos recentes demosntram os efeitos benéficos do restabelecimento do níveis de testosterona nos homens que apresentam DEAM * Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Maculino ( sigla em inglês Androgen Deficiency of Adult Male).

Por outro lado, estudos recentes demonstram que restaurar em primeira instância os níveis hormonais nos homens com DEAM * : Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino e disfunção erétil melhora as ereções em cerca de 50 % dos pacientes sem necessidade de utilizar outros medicamentos inibidoresda enzima 5-fosfodiesterase9 inibidores (PDE-5, sigla em inglês) , somsndo além disso , o benefício da testosterona para a saúe físicae mental, bem como com o aumento na libido ( desejo sexual) e prevenção de osterosporose.

 

* DAEM = ADAM ( SIGLA INTERNACIONAL)  

sac 0800 7021241

info@schering.com.br

 

É recomendável consultar seu médico para realizar uma avaliação de seus níveis de testosterona. Seu médico é o único que poderá recomendar o tratamento adequado para sua saúde .

 "Este folheto é informativo . destina-se aos médicos para distribuição a seus pacientes"

www.eutesto.com.br

www.schering.com.br

 

 

 

quarta 29 agosto 2007 08:07



1 comentário(s)

  • Mário Qua 17 Abr 2013 05:24
    Muito bom. explicou tudo....


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.211.212.174) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para hipogonadismo

Precisa estar conectado para adicionar hipogonadismo para os seus amigos

 
Criar um blog